Pages

terça-feira, 27 de maio de 2014

Paulo Câmara reedita promessa de erguer 3 hospitais

Diretrizes para a saúde foram apresentadas na manha desta terça-feira (Foto: Branca Alves/Blog)
O pré-candidato pela Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), apresentou, na manhã desta terça-feira (27), as diretrizes para a área da saúde que vão nortear as propostas do seu plano de governo. E no conjunto revelado pelo socialista é reeditada a promessa feita, em 2006, pelo seu padrinho político, o ex-governador Eduardo Campos (PSB), da construção de três hospitais. O postulante indicou que, caso eleito, erguerá o Hospital Geral de Cirurgia, na Região Metropolitana do Recife; o Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada; e o Hospital da Mulher do São Francisco, em Petrolina. O valor estimado para as três unidades de saúde é de R$ 334 milhões.
O socialista também pretende transformar o atual Hospital Agamenon Magalhães de Serra Talhada no Hospital da Mulher do Sertão, readequar o Hospital Geral de Areias, no Recife, para que seja transformado no Hospital do Idoso, além de tirar do papel o Hospital Regional Mestre Dominguinhos, em Garanhuns.
As diretrizes também incluem a construção de seis UPAs Especialidades nas cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Petrolândia, Vitória de Santo Antão, Olinda, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes. Cada unidade é orçada em R$ 9 milhões.
Estas UPA-Especialidades, que entre os serviços receberão pacientes encaminhados pelo PSF, complementam as nove UPAEs inauguradas, além das seis unidades que ainda estão em construção em Abreu e Lima, Ouricuri, Palmares, Carpina, Goiana e Escada.
Além da construção de algumas unidades e da readequação de outras, Câmara apresentou, ainda, alguns programas para a saúde. O primeiro deles é “O Doutor Chegou”, que pretende contar com um sistema itinerante de exames de mamografia e cirurgias de catarata, além de mutirão de cirurgias eletivas.
Há também o “Medicamento em Casa”, que pretende universalizar a entrega em domicílio para usuários de medicamentos especiais. Além disso, pretende reforçar a assistência farmacêutica integral. As diretrizes incluem, ainda, o “Saúde Conduz” que é implantar política estadual de transporte de pacientes.
Por fim, o “Saúde Melhor”. Ele pretende informatizar e integrar em rede todos os sistemas internos dos hospitais estaduais, o suporte à implantação dos sistemas nas redes municipais de atenção básica, com posterior integração à rede estadual.
Financiamento – Como fontes de financiamento, o pré-candidato ao Governo do Estado elencou o Ministério da Saúde, o Tesouro Estadual, corte de despesas, emendas parlamentares e operações de crédito.
Fonte : Blog da Folha de PE

0 comentários:

Postar um comentário