Pages

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Prévia do Mapa da Violência 2014 revela aumento por mortes violentas no Brasil

Gov. Brasil
Foi divulgado nesta terça-feira, 27 de maio, a prévia do Mapa da Violência 2014 no Brasil. Os dados se baseam na publicação das bases de dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS), correspondentes ao ano de 2012. Estes dados possibilitam delinear uma primeira visão sintética da situação e evolução da mortalidade violenta no país de 1980 a 2012.
Homicídios
O número de homícidios continua aumentando, passando de 49.695 para 56.337, crescimento, em termos absolutos, de 13,4%, mas as taxas, considerando o aumento da população, sobem 2,1%. Este é o maior número absoluto desde 1980. Um dos motivos para esta diminuição exposto no estudo talvez seja a política de desarmamento iniciada no ano de 2003. Já entre 2007 e 2012 a taxa de homicídio voltou a aumentar.

Apesar do ritmo ter diminuído, em alguns Estados do Brasil a taxa de mortalidade por homicídio continua muito elevada. Como no caso de Roraima com taxas de 71,3%, Ceará 36,5% e Acre 22.4%.

Trânsito
Entre os anos de 2002 e 2012 existe um aumento significativo do número de vítimas nos acidentes de transporte, que passam de 33.288 para 46.581. Ou seja, um aumento de 38,3%. Se for considerado o incremento populacional no período, o aumento continua expressivo em 24,5%.

Os destaques negativos neste campo são Paraíba, Pará, Maranhão, Rondônia, e Piauí, cujas taxas cresceram acima de 10% em 2012. Em contraposição, Amapá e Distrito Federal tiveram uma redução acima de 10%. Atualmente a grande maioria das mortes são de motociclistas.

Suicídio
O último dado de morte violenta é sobre os suícidios. Infelizmente, os dados comprovam uma elevação com um aumento de 20,3%. Entre 2011 e 2012 os suícidios aumentaram muito, principalmente em Brasília (23,8%) e Goiás (18,5%).

Acesse aqui a prévia do Mapa da Violência de 2014 

Fonte : CNM .

0 comentários:

Postar um comentário