Pages

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Armando vai à reunião dos deputados do PTB levar a posição de parte dos senadores contra Aécio


Foto: reprodução do Facebook de Armando Monteiro

Apesar de decisão nacional, PTB da Câmara apoiará Dilma nas eleições
Na Folha de São Paulo
A bancada do PTB na Câmara e alguns senadores do partido decidiram nesta quarta-feira (2) apoiar a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição. A decisão contraria a posição nacional do partido, que declarou apoio à Aécio Neves, candidato à presidência pelo PSDB, em convenção nacional realizada na última sexta-feira (27).
Na semana passada, os deputados já haviam se reunido para discutir o posicionamento da sigla. O líder da legenda na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO), afirmou na época que havia sido pego de surpresa pela decisão mas avaliou que não fazia sentido a bancada mudar de lado depois de ter apoiado o governo na Câmara nos últimos quatro anos. Hoje, o senador Armando Monteiro (PE) compareceu à reunião dos deputados para levar a posição de parte dos senadores petebistas.
Em 21 de junho, o presidente nacional do partido, Benito Gama, afirmou em nota oficial que, devido a conflitos “insustentáveis” entre PTB e PT, a sigla decidiu apoiar a candidatura de Aécio Neves. A decisão pegou o governo de surpresa porque o apoio dos petebistas já era dado como certo. Em maio, Dilma foi à sede do partido, em Brasília, para celebrar a união em um almoço. Em protesto à decisão, os deputados não participaram da convenção partidária da semana passada.
Segundo Arantes, a mudança de postura da cúpula partidária não foi conversada com a bancada. Desde a eclosão do escândalo do mensalão, que teve como delator o ex-deputado Roberto Jefferson, que era do PTB na época, a bancada se afastou da direção do partido.
Na prática, o movimento dos deputados apenas marca posição já que o tempo de propaganda na televisão do partido, de cerca de 1 minuto, será transferido para Aécio. No entanto, Arantes avalia que a bancada pode agregar votos para Dilma. Ele disse que cada deputado irá pedir para os prefeitos de sua região pedirem votos para a presidente.
Arantes afirmou que dos senadores petebistas, apenas Gim Argello (DF) apoia Aécio. Entre os deputados, o único que está ao lado do candidato tucano é o deputado Eros Biondini (MG) por serem do mesmo estado.
Fonte :Blog de Jamildo Na Folha de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário