Pages

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Grande Recife faz último teste do BRT para os jogos da Copa do Mund

Último teste do percurso até a Arena Pernambuco foi feito nesta quinta (Foto: Katherine Coutinho/G1)Último teste do percurso até a Arena Pernambuco foi feito nesta quinta. (Foto: Katherine Coutinho/G1)
O último teste do transporte rápido por ônibus (BRT, na sigla em inglês) na Via Livre Leste-Oeste para a Copa do Mundo, ligando o Centro do Recife à Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, foi feito nesta quinta-feira (12). Saindo da estação praça do Derby às 9h25, o veículo levou cerca de 45 minutos para chegar ao destino, mesmo com algumas retenções no caminho devido a carros na via exclusiva e ausência de segregação, como acontece na Avenida Belmino Corrêa, em Camaragibe.
Carros desrespeitam proibição de circular pelo Elevado do Bom Pastor (Foto: Katherine Coutinho/G1)
Carros desrespeitam proibição de circular pelo Elevado
do Bom Pastor. (Foto: Katherine Coutinho/G1)
Saindo do Derby, o BRT segue para a Avenida Caxangá. Durante o percurso, foi possível ver carros e motocicletas circulando pela via que vai ser exclusiva dos coletivos. “Não há uma segregação física, o que vai acontecer ainda. Nos dias de jogos, vamos ter reforço da CTTU [Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife]”, explica o coordenador de operações do Grande Recife Consórcio de Transporte, Mario Sérgio Cornélio.
No Elevado do Bom Pastor, que cruza a Avenida Bom Pastor, uma placa avisa que a via é exclusiva para ônibus. Ainda assim, diversos veículos furam o bloqueio de cones e seguem pela pista que deve ser apenas para coletivos. Uma moto, inclusive, chegou a ultrapassar o BRT, pegando a contramão para isso. A expectativa é que o monitoramento dos órgãos de trânsito coíba esse tipo de ação na Copa.
O percurso até a entrada de Camaragibe levou cerca de 25 minutos, mesmo com os sinais de trânsito e carros. O trecho mais complicado é justamente a Avenida Belmino Corrêa, em Camaragibe, em que o tráfego de carros de passeio se mistura ao dos coletivos. No percurso, carros fazem manobras e dificultam um pouco o trânsito. “No dia de jogos, vamos ter cones separando a pista dos BRTs nesse trecho de Camaragibe, para facilitar o deslocamento”, garante o secretário especial da Copa, Ricardo Leitão.
Em Camaragibe, trânsito dificulta circulação. Para a Copa, via exclusiva vai ser improvisada (Foto: Katherine Coutinho/G1)
Em Camaragibe, trânsito dificulta circulação. Para a Copa, via exclusiva vai ser improvisada.
(Foto: Katherine Coutinho/G1)
Para acessar a Arena, segue-se pelo ramal da Copa. Nesta quinta (12), ainda era possível ver funcionários terminando o gramado e outros detalhes das obras no percurso. Segundo o secretário, guardas municipais vão ser posicionados para evitar que carros de passeio sigam pelo ramal, que ainda está sendo concluído. O desembarque é feito em toldos na Arena, mesmo lugar pelo qual os torcedores devem embarcar para retornar ao Recife.
No dia a dia, já estão funcionando para a população as estações Derby, Abolição [junto ao túnel] e Forte do Arraial, próximo ao Parque do Cordeiro. O preço da passagem é o mesmo da convencional: R$ 2,15.
Para acessar o Expresso Arena BRT, o torcedor deve apresentar o ingresso e pagar R$ 5, que dá direito e ir e voltar de São Lourenço. A pessoa vai receber uma pulseira para poder ter acesso ao retorno ao Recife. “O BRT é a forma mais barata de acessar a Arena. Para melhorar o acesso, estamos com mais estacionamentos periféricos, como o Parque do Cordeiro, de onde vai ter um expresso até o estádio”, aponta Leitão. A operação começa cinco horas antes da partida.Copa do Mundo
Nos dias de jogos, quatro estações vão funcionar atendendo à população: a da PE-15, que funciona dentro do terminal; a da Avenida Guararapes, a da Praça do Derby e a da Arena Pernambuco, sendo que essa última fica localizada há aproximadamente 600 metros do estádio. São 44 BRTs que partem da Avenida Guararapes no dia de jogo. “Quem vier da PE-15, faz o transbordo na Guararapes. De lá, o coletivo segue até a Estação Derby, de onde vai expresso [sem paradas] até a Arena”, explica a secretária executiva das Cidades, Ana Suassuna.
Ramal da Copa ainda está em obras (Foto: Katherine Coutinho/G1)Ramal da Copa ainda está em obras. (Foto: Katherine Coutinho/G1)
A expectativa é de que o tempo da Estação Guararapes até a Arena Pernambuco leve, no máximo, 1h5, de acordo com o coordenador de operações. A Secretaria de Defesa Social estará com um esquema especial de segurança, com 2.180 funcionários da segurança pública, entre policiais militares e civis, bombeiros e peritos. “Cada estação [do BRT] vai contar com cinco policiais militares, além de uma viatura fazendo ronda. Se for necessário, todos podem pedir reforços”, explica o coordenador-adjunto do Centro Integrado, coronel Ilíbio Vilaça.
O planejamento todo da operação se baseia na experiência da Copa das Confederações. “A diferença é que temos em vista a presença maior de estrangeiros agora. Nas Confederações, era predominantemente um público nacional”, detalha Vilaça.
Fonte :G1 PE.

0 comentários:

Postar um comentário