Pages

domingo, 22 de junho de 2014

Quadrilha Junina Zé Matuto de São Lourenço da mata foi a campeão do 30º Festival de Quadrilhas Juninas de Pernambuco
















A última noite da final do 30º Festival de Quadrilhas Juninas encheu o Palhoção das Quadrilhas no Arraial Dominguinhos, no Sítio Trindade, com muita animação, cores e brilhos. Depois das eliminatórias, onde participaram 47 grupos, as 12 escolhidas se apresentaram para a Comissão Julgadora durante a sexta-feira (20) e o sábado (21). A campeã, a Quadrilha Junina Zé Matuto, foi conhecida nesta última noite da etapa final. Mais quatro quadrilhas conquistaram as melhores classificações, e também foram premiados com troféus os melhores figurino, casamento, desenvolvimento de tema, trilha sonora, coreografia e marcador.
O festival consagrou a Quadrilha Zé Matuto - que apresentou o tema “O Reino Castanho do Sertão” - como a grande campeã deste ano. No segundo lugar ficou a Junina Tradição, que em comemoração aos seus 10 anos de fundação levou ao Palhoção o tema “Marcas”, que abrangia tudo que marcava a vida. O grupo também levou o troféu de Melhor Casamento. Em terceiro lugar ficou a Raio de Sol, que conqusitou mais dois troféus, nas categorias Melhor Figurino e Melhor Desenvolvimento do tema, que foi “O dia que Lampião chegou ao Inferno”. Antes de saber que tinha sido escolhido, o marcador André Cunha, já estava muito feliz só em se apresentar no Sítio Trindade. “Aqui é a casa de todo quadrilheiro. Me  sinto muito feliz em poder levar a nossa cultura para o povo de forma geral”, disse.
O quarto lugar ficou com a Dona Matuta, que também levou pra casa o título de Melhor Coreografia, com o enredo “Bem-Me-Quer”. O quinto lugar ficou com a Origem Nordestina, que depois de três anos voltou para a final do Festival de Quadrilhas Juninas. “Nosso objetivo é trazer um pouco da nossa comunidade, o Morro da Conceição, e mostrar as pessoas. Só de estarmos aqui já ficamos muito felizes”, contou Jimmy Glauber, que marcou o tema “A Beleza da Viola”. O troféu de Melhor Trilha Sonora ficou com a Bacamarte e o de Melhor Marcador com a Terror do Alto.
As 12 classificadas nas eliminatórias recebem o valor de R$ 2,5 mil cada. As cinco primeiras colocadas irão receber prêmios de R$ 12 mil, R$ 8,4 mil, R$ 6 mil, R$ 4,8 mil e R$ 3,6 mil, de acordo com a classificação de cada uma. Ao todo, será distribuído um total de R$ 64,8 mil em prêmios.  
Final - Abrindo a disputa, seis quadrilhas se apresentaram na noite de sexta-feira - Sanfonar, Bacamarte, Zabumba, Terror do Alto, Tom Maior e Xamego de Menina – e mais seis durante esse sábado. Os  grupos Zé Matuto, Raio de Sol, Dona Matuta, Origem Nordestina, Lumiar e Tradição se encarregaram de garantir a animação do público, que encheu o Palhoção.
Na primeira fila da arquibancada, Isabela Senna garantiu sua torcida para a Dona Matuta, que tinha como marcador o Mané Matuto. “Estou aqui para dar meu apoio. É muito importante estarmos aqui”, disse.
Ao final das apresentações, a Quadrilha Iluminar, do Rio de Janeiro, mostrou seu tema, “Você tem medo de quê?”, enquanto a comissão julgadora, formada por artistas, figurinistas, músicos, professores, historiadores, entre outros, apuravam os resultados. “A qualidade das quadrilhas este ano está maravilhosa. Deu muito trabalho para os jurados”, afirmou Albemar Araújo, um dos coordenadores do concurso.








Fotos: Andréa Rêgo Barros
Zé Matuto ficou com o primeiro lugar com o tema “O Reino Castanho do Sertão”
Vencedoras:
1º lugar - Quadrilha Junina Zé Matuto

2º lugar - Quadrilha Junina Tradição

3º lugar - Quadrilha Junina Raio de Sol

4º lugar - Quadrilha Junina Dona Matuta

5º lugar - Quadrilha Junina Origem Nordestina

Troféus

Melhor casamento: Quadrilha Junina Tradição

Melhor desenvolvimento do tema: Quadrilha Junina Raio de Sol

Melhor trilha sonora: Quadrilha Junina Bacamarte

Melhor marcador: Quadrilha Junina Terror do Alto

Melhor figurino: Quadrilha Junina Raio de Sol

Melhor coreografia: Quadrilha Junina Dona Matuta
Fonte :PCR
Fotos: Andréa Rêgo Barros

0 comentários:

Postar um comentário