Pages

quarta-feira, 25 de junho de 2014

15ª Fenearte celebra os mamulengos e transmite jogos da Copa

Coletiva de imprensa da Fenearte (Foto: Divulgação/Daniela Nader)
Detalhes sobre a Fenearte foram divulgados nesta quarta
(Foto: Divulgação/Daniela Nader)
Na edição em que completa 15 anos, a Fenearte faz homenagem aos mamulengos e tem como tema A Arte da Alegria. Devido à Copa do Mundo, a Feira Nacional de Negócios do Artesanato antecipa seu início para a quarta-feira (2) e vai até o sábado (12/7), no Centro de Convenções dePernambuco. Os detalhes sobre a feira foram divulgados nesta quarta-feira (25), no Recife.
O evento terá cinco mil expositores, doBrasil e de 40 outros países – entre os inéditos, Armênia, Chipre, Maldivas e Serra Leoa – que vão ocupar uma área total de 29 mil m². A feira conta com investimento aproximado de R$ 5 milhões e espera movimentar mais de R$ 40 milhões. O público previsto é de mais de 320 mil pessoas.  A planta da Feira tem a assinatura de Carlos Augusto Lira Arquitetos.
Homenageados deste ano, os mamulengos vão ganhar uma área especial, com curadoria e cenografia do pesquisador e ator Fernando Augusto Gonçalves, do Mamulengo Só-Riso. Os bonecos estão em processo de reconhecimento como Patrimônio Cultural do Brasil e vão ganhar uma área de 150 m² no mezanino, com destaque para o trabalho da mestra Elda, de Ibimirim-PE.
Serão selecionados 50 artistas populares de todas as regiões de Pernambuco para participar da Alameda dos Mestres Janete Costa, que ficará na entrada principal da feira, no tapete vermelho. São trabalhos em madeira, barro, fios, palha, reciclados, entre outras matérias-primas.
Peças de mais de 40 países serão expostas  (Foto: Divulgação/Daniela Nader)
Peças de mais de 40 países serão expostas
(Foto: Divulgação/Daniela Nader)
No piso superior, uma mostra reúne a produção de 180 artesãos do Alto do Moura, em Caruaru, Agreste de Pernambuco, feita especialmente para a Copa do Mundo. As peças não serão comercializadas.
Uma horta vertical vai ser montada na área externa do Centro de Convenções, ao lado do programa Chapéu de Palha, idealizada pelo empresário José Maria Sultanum. Técnicos vão explicar como funciona o sistema e serão comercializados legumes e folhagens para cultivo em casa, além de oferecidas saladas prontas para consumo no local.
No dia 7 de julho, às 16h, será lançado o livro “Que boneca é essa? Corte e recorte de mestras Brasileiras”, de autoria da escritora Macao Goés e a fotógrafa Graça Seligman. A autora vai falar sobre sua pesquisa a respeito das mulheres que ganham a vida criando brinquedos Brasil afora.
A programação artística e cultural será divulgada no balcão de informações. Além disso, um grande mapa estará exposto na entrada da Feira. Dois telões, além de TV’s, irão transmitir os jogos da Copa do Mundo.
Oficinas
As bonequeiras Edjane Ferreira e Edineléia Gomes vão ensinar a criar bonecos. Também será possível aprender modelagem e pintura em cerâmica, com Viviane da Fonte; brinquedos populares, com Moacir Rodrigues; A marca de aviamentos Pinguim ministrará aulas com linhas e bordados. Todas as oficinas são gratuitas e acontecem no mezanino.

Passarela
No espaço de moda estão previstos 12 desfiles, assinados pela designer pernambucana Karina Leão, além de estudantes de moda e estilismo de diversas instituições.

A rodada de negócios do Sebrae ocorre de 2 a 4 de julho. Serão expostos, divulgados e comercializados produtos de artesãos pernambucanos. É o resultado do trabalho anual de microempreendedores e microempresas atendidos pelo projeto Sebrae de Artesanato. Vão participar 26 empresas âncoras de diversos estados e a estimativa é fechar R$ 5 milhões em negócios. No ano passado foram R$ 4,68 milhões.
Peças dos mais diversos materiais estarão expostas (Foto: Divulgação/Daniela Nader)
Peças dos mais diversos materiais serão expostas
(Foto: Divulgação/Daniela Nader)
O designer Ticiano Arraes faz a curadoria da Galeria dos Reciclados, com 50 obras. O teatro de mamulengos será usado como referência para o espaço, que passou pela avaliação de uma comissão julgadora. Foram eleitos os melhores trabalhos em três categorias – arte reciclada, artesanato reciclado e designreciclado – tendo recebido R$ 5 mil o primeiro lugar de cada uma delas. Durante a feira, o público vai poder eleger sua peça preferida e a mais votada vai receber $ 2 mil.
Arte popular
O arquiteto Carlos Augusto Lira também assina a curadoria do salão de arte popular Ana Holanda. Lá estarão 50 peças selecionadas de artesãos de todo o país. Os premiados este ano foram: : 1º lugar – Autor: José Abias / Obra: Roda Gigante; 2º lugar – Autor: Mestre Miro / Obra:  O pé de Mamulengo e  3º lugar – Autor: Mestre Wagner Porto / Obra: Os Brequebroque. Eles receberam os prêmios de R$ 6 mil,  R$ 5 mil e R$ 4 mil. Durante a Fenearte, o público também vai poder votar na sua peça favorita e o autor da mais votada vai receber R$ 2 mil.

praça de alimentação terá 10 restaurantes, 150 mesas e 600 lugares. Para as crianças, estão previstas apresentações teatrais no mezanino e atividades recreativas comandadas pela Escolinha de Arte do Recife no piso inferior. A arte indígena estará representada por trabalhos selecionados pela Fundação Nacional do Índio (Funai), das etnias Fulni-ô, Kambiwá, Kapinawá, Pankararu, Pataxó, Potiguara e  Xucuru.
Rampas e corredores vão garantir a acessibilidade na feira. Haverá ainda visitas guiadas com áudio descrição e intérpretes de libras para grupos de 30 pessoas com duração de três horas por dia.
O acesso ao estacionamento será feito apenas pela Avenida Agamenon Magalhães e a saída, pela Avenida 
Professor

 Andrade Bezerra (continuação da Estrada de Belém). Está prevista a saída de vans gratuitas do Shopping Tacaruna até o Centro de Convenções. A organização do evento sugere a utilização do transporte público e de táxis credenciados.


Serviço
De 02 (quarta-feira) a 12 de julho (sábado)



Centro de Convenções de Pernambuco, Olinda - PE



Das 14h às 22h: de segunda-feira a quinta-feira



Das 10h às 22h: de sexta-feira a domingo



De segunda-feira a quinta-feira: R$ 10 (inteira) R$ 5



De sexta-feira a domingo: R$ 12 (inteira) R$ 6



Meia-entrada para estudantes, crianças até 12 anos, professores e pessoas com mais de 60 anos



Traslado: Serviço de vans gratuitas a cada 15 min no Shopping Tacaruna até o Centro de Convenções. 


Dias da semana (das 14h às 22h30). Sexta a domingos (das 10h às 22h30)

Fonte :G1 PE.

0 comentários:

Postar um comentário