Pages

domingo, 22 de junho de 2014

De bike até a Arena Pernambuco


Torcedores escolhem a bicicleta como meio de transporte para assistir aos jogos da Copa em São Lourenço. No local há um bicicletário com 230 vagas Crédito: Allan Torres/ Esp. DP/D.A Press

A única maneira de chegar à Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, dependendo apenas de si mesmo em nada tem a ver com os meios de transporte incluídos no plano de mobilidade do estado para a Copa. Usando uma bicicleta, o torcedor poderá sair de casa e estacionar ao lado do estádio, em um bicicletário com 230 vagas. Oficialmente, as rotas com o modal não são recomendadas pela Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) por motivos de segurança, mas existem ciclistas se mobilizando para fazer o percurso pedalando.

O casal Pedro Guedes, 29 anos, e Sabrina Machry, 28, está incluído nesse grupo. Com ingressos na mão para o jogo das oitavas de final (dia 29 de junho) e também para México e Croácia, amanhã, eles nunca pensaram em ir de metrô, carro particular ou BRT para as partidas. A escolha pela bicicleta, que já é meio de transporte prioritário deles há pelo menos dois anos, foi automática.

“Perdemos o hábito de pegar transporte público. A gente também divide o carro com o irmão dele. Depender de alguém para se locomover é algo que exige uma paciência que já não temos”, explica Pedro Guedes. Ele, inclusive, já teve a experiência de ir a outros jogos na Arena usando carro e também metrô, mas vai evitar dessa vez para conseguir chegar cedo e aproveitar o clima pré-jogo. “Não vou me estressar, vou fazer meu horário. No dia do jogo do Sport, pela Sulamericana, estava de carro. Saí duas horas antes e entrei depois do começo da partida”, ressalta Pedro Guedes. “Ir de bike é mais legal, se a distância é percorrível. Você interage mais”, completou Sabrina Machry.

Os dois moram no bairro do Parnamirim, na Zona Norte, a cerca de 20 quilômetros de distância do estádio. O roteiro exato ainda não está definido. A prioridade é ir por Camaragibe. Um casal de amigos, sem ingressos, deve acompanhá-los para observar o movimento no entorno da arena. Mas, de acordo com a assessoria de comunicação da Secopa, os ciclistas deverão apresentar os ingressos nos sete Pontos de Verificação Veicular (PVVs), distribuídos nos acessos rodoviários ao estádio, para se aproximar do local onde os jogos serão disputados.

Bicicletário

Por serem ciclistas, Sabrina e Pedro não terão dificuldades com equipamentos de iluminação da bike e proteção contra a chuva. O mesmo eles não podem dizer da segurança das magrelas. O bicicletário não é adequado, segundo eles, para o modelo dobrável de bike dos dois. “Achávamos que o padrão Fifa ia se estender aos bicicletários. O tipo implantado é mais caro, entorta a roda e é mais vulnerável”, questionou Guedes.

Saiba mais

BRT

6 ônibus para o corredor
Leste / Oeste
Embarque: estações Camaragibe,
Arraial do Forte e Derby
Valor: R$ 5 (ida e volta)



CARRO (incluindo vans)

Parqtel
R$ 40 por veículo
Ônibus para o deslocamento
até a arena
- R$ 5 por pessoa



Parque do Cordeiro
R$ 40 por veículo
Ônibus para deslocamento
até a arena
-R$ 12 por passageiro(ida e volta)



RioMar
R$ 6 por veículo
Ônibus para deslocamento
até a arena
- R$ 40 por passagem de ida e volta


TÁXI

Os táxis só poderão ir até o TIP. De lá, o torcedor pode ir ao Parqtel ou pegar o metrô para a estação Cosme e Damião e, de lá, ir de ônibus para a Arena

METRÔ

Cosme e Damião


Fonte :Diario de PE.

0 comentários:

Postar um comentário