Pages

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Romão vê dificuldade de Dilma recuperar intenção


Diante dos dados da última pesquisa Ibope sobre a corrida presidencial de 2014, o analista Maurício Romão ressalta que, descontando as eventuais desarmonias entre os estudos apresentados, a presidente Dilma Rousseff (PT) estaria com dificuldades de recuperar os índices de intenção de votos (em cenários divergentes) de antes das ocorrências contestatórias do meio do ano. Além disso, ele também fala na queda na soma das intenções de voto dos adversários da presidente. Confira, abaixo, a íntegra da análise de Maurício Romão:
Dilma: Intenção de votos e provação do Governo
A última pesquisa do Ibope, publicada em 24 do mês corrente, revelou que a presidente Dilma Rousseff continua liderando as intenções de voto para a próxima eleição em todos os cenários. Nos quatro cenários testados, Dilma pontua entre 39% a 41%, abrindo apreciável frente para o segundo colocado que varia de 18 a 27 pontos.
A tabela que acompanha o texto desfila informações sobre o cenário mais provável de acontecer: aquele em que concorrem a presidente, Eduardo Campos e Aécio Neves.
Nas três pesquisas nacionais que captaram informações sobre as preferências dos eleitores para a eleição de 2014, após a coalizão PSB-Rede, Dilma ganharia no primeiro turno se a eleição fosse realizada nas datas dos levantamentos, colocados em seqüência dos trabalhos de campo (vide tabela).
Descontando as eventuais discrepâncias metodológicas entre as pesquisas apresentadas, os números da tabela sugerem que a presidente está com dificuldades de recuperar os índices de intenção de votos (em cenários divergentes) de antes das ocorrências contestatórias do meio do ano, situando-se neste mês num plateau médio de 42%.
Em compensação, a tabela também mostra queda paulatina na soma das intenções de voto dos adversários da presidente de 36% para 30% e para 24%, respectivamente, o que aumenta a distância entre as duas postulações – a dos adversários e a da situação – e aumenta a possibilidade de o pleito se encerrar no primeiro escrutínio.
É de chamar à atenção, ainda, o crescimento de pesquisa a pesquisa da categoria de eleitores que disseram que iam votar em branco, anular o voto, não votar em ninguém ou que, simplesmente, não souberam ou não quiseram se pronunciar. Tal categoria, que engloba os indecisos, chegou a 35% nesse último levantamento do Ibope. 
Fonte :Blog da Folha de PE.

0 comentários:

Postar um comentário