Pages

domingo, 15 de junho de 2014

Governo admite aumentar número de BRTs para próximos jogos da Copa

Na entrevista coletiva que realizou neste domingo, para fazer um balanço do primeiro jogo da Arena Pernambuco na Copa do Mundo, a secretária Executiva das Cidades de Pernambuco, Ana Suassuna, admitiu uma possível ampliação no número de veículos BRTs, os ônibus expressos, para atender a demanda de torcedores. "Existe essa possibilidade concreta de ampliar o BRT, uma vez que ele é rápido e não faz transbordo. Torna-se uma opção bastante atraente para o torcedor chegar na estação do Derby, Guararapes ou Terminal Integrado da PE-15 e pegar um transporte direto para a Arena", pontuou.
Para o jogo entre Costa do Marfim e Japão, 25 veículos foram disponibilizados. Dos 42.267 torcedores que foram ao jogo, apenas 2.171 usaram o BRT, dos 23.418 que utilizaram o transporte público para chegar ao estádio. A passagem do BRT custa R$ 5, ida e volta. Outras 16.843 pessoas chegaram à Arena através de operadoras de turismo credenciadas pela Fifa. A expectativa é de que, em cinco jogos, 200 mil pessoas passem pelo estádio.
No total, 25% das pessoas escolheram utilizar o metrô (10.097), 17,5% escolheram o estacionamento do Parqtel (7.032), 7,5% preferiram o estacionamento do RioMar (3.086), 5,5% se dirigiram aos BRTs (2.161), enquanto 2,5% (905) elegeram o estacionamento do Cordeiro para chegar à Arena. As 18 vans de acessibilidade do projeto PE Conduz para pessoas com dificuldades de locomoção e ou deficiência física trabalharam em conjunto ao estacionamento do Parqtel e ao Terminal Integrado Cosme e Damião. Ao todo, foram 137 pessoas transportadas pelas vans do projeto.
Ao chegar ao estádio, alguns torcedores tiveram dificuldades para entrar, porque os funcionários que poderiam operar as máquinas de Raio-X demoraram para serem credenciados. Segundo o secretário extraordinário da Copa, Ricardo Leitão, o credenciamento compete à Fifa. "A contratação de pessoal cabe ao governo, mas o credenciamento é com a Fifa", afirmou, destacando que vão trabalhar para que isso seja feito bem antes do início dos jogos.
Segurança
A polícia abriu inquérito para investigar os responsáveis pelo único fato que causou repercussão durante o primeiro jogo da Arena Pernambuco. Foi ateado fogo em dois pneus na linha férrea próxima à estação Cosme e Damião. A Polícia Ferroviária foi acionada e resolveu a situação, de acordo com o coordenador do Centro Integrado de Comando e Controle Regional, Alexandre Lucena. Alguns trechos da linha férrea terão reforço de segurança a partir dos próximos jogos do Mundial.A Operação Lei Seca esteve espalhada em oito pontos diferentes, especialmente nas ruas próximas às saídas do estádio. Foram fiscalizados 1.255 veículos, 84 motoristas receberam multas e 23 carteiras de habilitação foram recolhidas. De acordo com a polícia, as ocorrências foram dentro do esperado para o tamanho do evento.

Saúde
Durante o jogo, 56 pessoas foram atendidas nos sete postos de atendimento existentes dentro da Arena e quatro na Unidade de Apoio Avançado. Ninguém precisou ser transferido para hospitais. O caso mais grave foi com dois turistas japoneses, que se feriram ao descer do ônibus e precisaram levar pontos.

Fonte :G1 PE

0 comentários:

Postar um comentário