Pages

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Paulo Câmara sem medo dos petistas

Evento marcou o apoio dos comunistas à Frente Popular (Foto: Expedito Lima/Folha de Pernambuco)
Por Carol Brito


Questionado se a vinda da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em agendas políticas no Estado assuntam a sua pré-campanha, o pré-candidato do PSB ao Governo de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), foi enfático na resposta: “Nada. Zero, zero! Nós vamos ganhar as eleições fazendo o que estamos fazendo, uma pré-campanha construindo nosso programa de governo. Vamos fazer a convenção no dia 15 e, a partir do mês de julho, vamos fazer nossa campanha, desse novo Pernambuco que avança”. A declaração foi dada após ato de apoio do PCdoB, em Olinda, à sua postulação.
O socialista destacou que vê com naturalidade o apoio e presença dos caciques petistas na pré-campanha do seu adversário, o senador Armando Monteiro Neto (PTB). Segundo ele, o petebista conta com o suporte do PT, enquanto ele conta com o ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB). Na ocasião, o PCdoB reuniu sua militância para reiterar o apoio à postulação socialista.
A legenda está no palanque do PSB em Pernambuco, mas defende a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) na esfera nacional. Paulo Câmara garantiu que a situação não causa desconforto na aliança já que é semelhante a outras legendas da sua coligação. “Temos casos de partidos que não estão no projeto nacional de Eduardo Campos e nós respeitamos”, disse.
No evento do PCdoB, a presidente Dilma Rousseff quase não foi lembrada e sobraram elogios ao legado do presidenciável socialista em Pernambuco. A presidente nacional do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos, afirmou que o ex-presidente Lula foi um marco para o País e que Eduardo marcou um novo momento para o Estado. O prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB), pediu para que os presentes “ajudassem” os pré-candidatos Marcelino Granja (PCdoB) e Luciana Santos.
Paulo Câmara saiu do ato com a certeza de contar com o apoio da militância comunista. “Tenho certeza que saio daqui hoje com o apoio de todos vocês, que vocês vão sair às ruas, vão dizer que me conheceram, vão pedir votos para mim, vão me representar em cada canto da cidade, pedindo voto para Luciana , pedindo voto para Marcelino”, afirmou. O postulante cumpre uma série de agendas no Agreste Meridional a partir de hoje.
Fonte :Blog da Folha de PE.

0 comentários:

Postar um comentário