Pages

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Humberto Costa critica clima de pessimismo e destaca ações do governo

O senador Humberto Costa (PT-PE) criticou, na tarde desta terça-feira (5), os defensores do “quanto pior, melhor”. Ao discursar em Plenário, o senador disse que muitos têm criado “um quadro artificial e de pessimismo” no país, em uma tentativa de aproveitamento político. Segundo o senador, trata-se de uma tática que visa as eleições do ano que vem.
- São os mesmos profetas que previram apagão energético e de água, desemprego e alta da inflação – disse o senador.
Para Humberto Costa, no entanto, “tudo está aí” para negar esse clima de pessimismo. O senador apontou que, do ponto de vista social, os ganhos recentes são superiores a qualquer período da história do país. Ele lembrou que, na semana passada, o Bolsa Família completou 10 anos de criação, beneficiando mais de 10 milhões de famílias. O senador também deu como exemplo o programa Mais Médicos, criado pelo governo para atender a uma “necessidade urgente e inadiável” da população por mais profissionais da saúde.
O senador ressaltou que é em relação à economia que “as vozes agourentas” mais se manifestam. Mas o governo, disse o senador, tem reafirmado seu compromisso com o rigor fiscal e tem aumentado os investimentos em infraestrutura. Além disso, continuou, o desemprego é o menor nos últimos anos. Humberto acrescentou que a confiança externa segue alta, devido ao compromisso do país em honrar os compromissos que assume. Ele lembrou ainda que o Brasil já não é devedor do Fundo Monetário Internacional (FMI).
- As contas públicas estão em ordem e a inflação, sob controle. Por que então querem criar esse clima de pessimismo? – questionou o senador.
Na visão de Humberto Costa, a oposição quer dar um viés eleitoral ao debate econômico. O senador disse que incluía na oposição a “grande mídia” do país. Segundo o senador, muitos torcem para que o país fique em crise para “vender consultorias”, cobrando por palestras para mostrarem possíveis soluções. Ele ainda observou que não aumentou o número dos que querem ensinar ao governo “o que eles mesmos não fizeram quando estiveram no poder”. O que aumentou, a seu ver, foi o espaço ofertado a esses críticos.
Humberto Costa disse que o governo da presidente Dilma Rousseff tem o mérito de “enxergar as pessoas”. De acordo com o senador, para o PT, a economia não é um fim em si mesmo, mas um caminho para melhorar a vida das pessoas. Para o senador, aqueles que “apostam contra o Brasil” podem desistir, pois o governo seguirá guiando o país “pelo melhor caminho”.
- É importante zelar pela macroeconomia, para que, a partir dela, tenhamos um país mais justo – concluiu.
Fonte :Agência Senado

0 comentários:

Postar um comentário