Pages

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Projeto de Iluminação Pública é apresentado no Comanas

A partir do próximo ano cada cidade terá que gerir a iluminação pública de sal área territorial. A medida foi uma decisão da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), através da resolução 414/10, que transferi para os municípios a responsabilidade pela manutenção da infraestrutura de iluminação pública. A partir de 30 de janeiro, as prefeituras serão responsáveis pela manutenção da infraestrutura de iluminação pública, como postes, lâmpadas e reatores.
O Consórcio dos Municípios da Mata Norte e Agreste Setentrional (COMANAS) realizou uma assembleia com as prefeituras consorciadas para apresentar o Projeto de Iluminação Pública. A assembleia aconteceu na sede do Comanas, em Carpina.

O projeto foi desenvolvido pelo Gerente Técnico do Núcleo Intermunicipal de Mobilidade do Comanas, Darcy Gondim, que explicou como funcionará o projeto. “O projeto consiste em dar suporte às prefeituras consorciadas, com instalações de bases com equipes que atenderão a um número determinando de municípios. Essas bases funcionarão 24 horas por dia, atendendo cada solicitação que será captada através de uma central, que receberá ligações informando sobre as ocorrências como lâmpadas queimadas, troca de reatores e postes”, disse Darcy.
O presidente do Comanas, Belarmino Vasquez, destacou os benefícios que o projeto trará para as prefeituras consorciadas. “O projeto irá baratear as despesas para o município. Com a implantação do Projeto de Iluminação Pública os gastos serão divididos, de forma igual, para todas as prefeituras. Com isso as prefeituras terão um serviço de qualidade e barato para o seu município”, disse Vasquez.
Fonte :Rafael Santos
Assessor de Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário