terça-feira, 11 de maio de 2021

Brasil recebe mais 628 mil doses da vacina da Pfizer nesta quarta (12)

 

Governo diz já ter comprado mais 100 milhões de doses da Pfizer

Governo diz já ter comprado mais 100 milhões de doses da Pfizer

CHRISTOF STACHE/AFP - 06.05.2021

A Pfizer Brasil confirmou que entregará mais 628.290 doses da vacina ao Ministério da Saúde na noite desta quarta-feira (12), no aeroporto de Viracopos, interior do estado de São Paulo. Somadas às entregas anteriores, são pouco mais de 2,2 milhões de doses desde 29 de abril, data da chegada do primeiro lote.

As doses são destinadas para a primeira aplicação em pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e pessoas com deficiência permanente. Com a suspensão da imunização de grávidas com a vacina da Oxford, as doses da Pfizer e da Coronavac serão as responsáveis por manter a imunização deste grupo, um dos mais vulneráveis à covid-19. 

Nesta terça-feira (11), o governo começou a distribuir 1,1 milhão de doses da vacina. Todos os estados e o Distrito Federal receberão o imunizante de forma proporcional e igualitária para repassar às suas capitais.

A logística de distribuição das doses da Pfizer foi montada levando em conta as condições de armazenamento do imunizante. No Centro de Distribuição do ministério, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, as ampolas ficam armazenadas a uma temperatura de -90°C a -60°C.

Ao serem enviadas aos estados, as vacinas estarão expostas a temperatura de -20°C. Nas salas de imunização, onde a refrigeração é de 2 a 8°C, as doses precisam ser aplicadas em até cinco dias.

Por isso, as doses serão aplicadas exclusivamente nas capitais do Brasil, para prevenir possíveis prejuízos no armazenamento das doses. O intervalo entre a primeira e segunda doses será de três meses, por determinação do ministério da Saúde. 

A entrega faz parte do contrato de 100 milhões de doses que serão entregues ao longo de 2021 para o Brasil. Conforme o acordo, o Brasil ainda deve receber mais 1,3 milhão de doses em maio. Em junho serão mais 12 milhões, seguidas de outras 84 milhões que estão previstas para o terceiro trimestre de 2021. 

Contudo, o ministério afirma que já assinou novo contrato para mais 100 milhões de doses e que aguarda a assinatura do laboratório. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou em evento nesta terça-feira (11) que 30 milhões de doses serão entregues em setembro e as demais 70 milhões até o final do ano.

Fonte:Gabriel Croquer, do R7.

ASSISTÊNCIASOCIAL

 

A Prefeitura de São Lourenço da Mata, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher, Trabalho, e Promoção à Cidadania, informa que os atendimentos referentes ao Programa Bolsa Família, realizados no Centro Social Urbano (CSU), foram retomados. Para serem atendidos, os beneficiários devem realizar as marcações através do número de telefone: (81) 920029796. O setor funciona das 8h às 13h. 

Aqueles que tinham atendimentos marcados durante o período de paralisação também devem ligar para o telefone do local e marcar uma nova data. Para ser atendido é preciso comparecer ao CSU com identidade, CPF, título de eleitor, comprovante de residência, carteira de trabalho, além de certidão de nascimento e declaração de vínculo escolar no caso de menores de 18 anos.

Fonte : Assessoria de Comunicação.

PF pede ao STF abertura de inquérito contra Toffoli por suposta propina e favorecimento

 PF pede ao STF abertura de inquérito contra Toffoli por suposta propina e favorecimento

A Polícia Federal pediu abertura de inquérito para investigar a suposta participação do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), na venda de sentenças judiciais. A investigação precisa de autorização da própria Corte para ser iniciada.

Toffoli foi citado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral em depoimento válido por um acordo de delação premiada. Ele alegou que o ministro recebeu R$ 4 milhões em propina para favorecer dois prefeitos do Rio em processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O magistrado atuou na Corte eleitoral entre 2012 e 2016.

O pedido de investigação foi revelado pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmado pelo Correio junto a fontes no Supremo. A demanda foi encaminhada à Procuradoria Geral da República, que deve se manifestar sobre o caso. No entanto, até a noite desta terça-feira (11/5), ainda não tinha chegado ao gabinete do procurador-geral da República, Augusto Aras.

Os repasses ilegais, de acordo com Cabral, teria ocorrido por meio de Hudson Braga, ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro, e envolvido com o escritório da advogada Roberta Rangel, esposa de Toffoli.

Por meio de nota, o ministro negou qualquer irregularidade, e disse que desconhece qualquer investigação contra ele.

Fonte:Da redação do Portal com informações do Correio Braziliense.

Portal de Prefeitura.

ESPORTES

 

A Secretaria de Cultura, Esportes, Lazer e Turismo está realizando o cadastramento de todas as equipes de futebol de São Lourenço da Mata. O cadastro pode ser feito até o dia 30 de maio, pelo site oficial da prefeitura (slm.pe.gov.br). A iniciativa tem o intuito de realizar um levantamento do total de times que têm a intenção de participar da Copa Pau-Brasil deste ano. Preencha o formulário!

Fonte : Assessoria de Comunicação.

MP destina crédito extra de R$ 5,5 bilhões para aquisição de vacinas contra a Covid-19

 Saúde - coronavírus - vacina - vacinação - Governo da Bahia recebe mais um novo lote de vacinas de Oxford contra a Covid-19.

Cerca de R$ 1,68 bilhão será repassado à Fiocruz, que produz a Covishield

A Medida Provisória 1048/21 destina crédito extraordinário de R$ 5,5 bilhões ao Ministério da Saúde, para aquisição de 150 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. O texto foi publicado nesta segunda-feira (10) no Diário Oficial da União.

Cerca de R$ 1,68 bilhão será repassado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a fim de garantir 50 milhões de doses da Covishield, imunizante produzido em parceria com a farmacêutica AstraZeneca e com a Universidade de Oxford.

Outros R$ 3,82 bilhões permitirão ao Fundo Nacional de Saúde adquirir 100 milhões de doses de vacina de outros fabricantes e custear despesas associadas à imunização. Os recursos virão do Tesouro e são parte das verbas da Seguridade Social.

Tramitação
Em razão da pandemia de Covid-19, a medida provisória será analisada diretamente nos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Marcia Becker
Com informações da Agência Brasil

Fonte: Agência Câmara de Notícias.

Os subservientes de Fernando Santos

 


Há 15 anos, na condição de pioneiro na blogosfera no Nordeste, tenho observado o panorama dos fatos mais relevantes da região, do Estado e do País, especialmente, com um olhar diferenciado dos convencionais. À propósito do escândalo do Grupo João Santos, os mais variados meios de comunicação do País noticiaram a operação da Polícia Federal sem adentrar nos detalhes que estão além do factual.

Busquei introduzir novos ângulos, sobretudo aspectos políticos e dos dramas familiares, sempre numa perspectiva de acrescentar informação e análise para nossos leitores. Agora jogo luzes sobre a questão política por trás de tudo o que aconteceu. Na verdade, o poderoso Fernando Santos, herdeiro de João Santos, já falecido, foi, durante muito tempo, o empresário de maior poder político em Pernambuco.

Como o mundo dá voltas e nada dura para sempre, no momento desesperador que o mandachuva enfrenta, quadro dantesco nunca imaginado por ele, que pensava ter o poder de Midas, de transformar em ouro tudo na velocidade que julgava mais adequado ao grupo, assiste simplesmente todos os políticos que o paparicavam sumir. Na verdade, todos desapareceram e muitos deles começaram até a falar horrores sobre ele.

Os que sobreviveram por muito à sombra de Fernando Santos, achando que Pernambuco girava em torno da sua venta, perguntam desde quinta-feira, quando estourou a operação da Polícia Federal onde estão Paulo Câmara e Geraldo Júlio, que viviam a bajulá-lo? O tratavam de “Doutor” Fernando. O blog apurou que foram eles, Geraldo e Paulo, que negociaram a compra do terreno onde hoje está instalada a Fiat, em Goiana, dando inúmeros privilégios a Fernando Santos.

Isso, aliás, outra operação suspeita, com viés de direcionamento, deveria também ser parte de nova investigação. Na época, o atual governador era secretário da fazenda e Geraldo Júlio, secretário de Desenvolvimento Econômico, ambos responsáveis por toda a negociata com o grupo João Santos que já tinha, vale a ressalva, dívidas tributárias gigantescas com o Governo de Pernambuco.

Eduardo Campos também tratava Fernando de doutor, era um semideus para ele, assim como seus pupilos “Paulinho” e “Geraldinho”, como se referia a eles. Esse escândalo só focou o nível federal, esquecendo, propositadamente, o estadual, onde se concentra o Grupo João Santos e onde Fernando Santos sempre foi tido como o grande poderoso. Onde está o Ministério Público estadual e a Polícia Civil? Por que só as autoridades federais foram acionadas? Os políticos de Fernando Santos em Pernambuco, hoje, são Paulo Câmara Lenta e Geraldo Covidão. Ambos devem pagar por todos os abusos que praticaram para proteger o grande padrinho “Doutor” Fernando.

Terreno superfaturado – Segundo o blog apurou, a compra do terreno da Fiat gerou ganhos absurdos para Fernando Santos e seu grupo. O valor do hectare antes da entrada da Fiat era em torno de R$ 8 mil e logo depois passou a ser entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão, ou seja, geraram uma valorização entre 60 e 120 vezes dos milhares de hectares das terras de Fernando Santos e do seu grupo. E não ficou só nisso. Fernando e seu grupo receberam áreas de “compensação” várias vezes maior do que entregou, além do que se fala de abatimentos tributários para um dos grupos que mais devia ao Governo do Estado. Isso nunca foi investigado e agora o MP tem a obrigação de iniciar, de imediato, a parte estadual do escândalo.

Laços antigos – As raízes da amizade fraterna entre Fernando e Eduardo Campos brotaram desde o tempo em que Miguel Arraes se tornou muito amigo de João Santos, o pai de Fernando. Arraes era do Instituto do Açúcar e do Álcool (IAA) e ali que conheceu o velho João. Depois, ficaram ainda mais próximos no Governo do Marechal Cordeiro de Farias, do qual Arraes foi secretário da Fazenda. O Marechal Cordeiro depois virou diretor-executivo do grupo João Santos durante décadas, revelando-se o grande protetor do grupo durante o regime militar.

O amigo Cali – O ex-governador Carlos Wilson Campos, também já chamado por Deus, foi amigo de juventude de Fernando Santos. Comenta-se que chegaram a ser sócios numa boate. Quando Cali foi vice-governador de Arraes, aproximou ainda mais Eduardo de Fernando, que criaram uma amizade da mais profunda intimidade, sólida, apesar de existir uma superioridade de Fernando, que praticamente dava ordens a Eduardo sobre tudo o que deveria ser feito em benefício do grupo de Fernando. Na verdade, transformou-se no grande mandachuva do Governo.

Poder de fogo – Pessoas que participaram dos governos de Arraes e de Eduardo confirmaram ao blog que o herdeiro de Arraes nem sequer questionava o que Fernando queria. Simplesmente chamava Paulo e Geraldo para cumprirem as ordens do grande padrinho dos três. Sempre foi uma subserviência vergonhosa. Até as paredes do Palácio das Princesas, que têm ouvidos de tuberculoso, atestam o poder de fogo de Fernando Santos, que, por ajudar financeiramente em todas as campanhas, se sentia dono do Governo.

Joaquim e Fiuzão – Já o ex-deputado Ricardo Fiúza, primo da esposa de Arraes, dona Madalena Fiúza, tinha um carinho paternal com Eduardo. Como era um dos políticos mais ligados a Fernando Santos, também foi outro canal de aprofundamento da relação entre Eduardo e Fernando. O ex-governador Joaquim Francisco, por sua vez, trabalhou diretamente com Fernando Santos no grupo João Santos e na sua época, como membro do PSB, também funcionou como ponte adicional entre Eduardo e Fernando. Mesmo tendo relação íntima com Fernando, Eduardo gostava de delegar trabalho para os seus tarefeiros, especialmente Paulo Câmara e Geraldo Júlio, que eram os mais ávidos a satisfazer aos seus dois “senhores”.

CURTAS

TAREFEIRO – O deputado Raul Henry (MDB) fazia de tudo para ser tarefeiro de Fernando Santos. Comenta-se que, no período que ficou ligado a Eduardo Campos, fez de tudo para servir a Fernando. E depois que virou vice-governador de Paulo Câmara, ficava de prontidão para ajudar nas “tarefas” do “padrinho” do governador.

HOJE CONDENAM – Após a morte de Eduardo, Paulo Câmara como governador e Geraldo Covidão como prefeito ficaram sendo os principais políticos de relações profundas com Fernando Santos no Estado. Enfim, todos os que eram bajuladores de Fernando Santos são exatamente os que mais falam mal, hoje, do antigo padrinho. O classificam de inescrupuloso, desonesto, fraudador, criminoso, além de outras acusações de cunho puramente pessoal e íntimo.

Perguntar não ofende: Quem agora apresenta dignidade para dizer que é amigo de Fernando e assume que pediam ajuda ao todo poderoso do grupo João Santos?

Fonte: Blog do Magno Martins.

SAÚDE

 

A equipe multidisciplinar do Hospital e Maternidade Petronila Campos (HMPC) realizou uma ação de acolhimento na última segunda-feira (10), em comemoração ao Dia das Mães, para as pacientes da maternidade do HMPC. Na ocasião, foram sorteados brindes e uma cesta básica para as gestantes e puérperas da unidade hospitalar. As atividades contaram com a participação de toda equipe técnica do setor, que é formada por assistente social, psicóloga e enfermeira. Além disso, a ação também promoveu orientações sobre os cuidados no pré e pós parto. Confira!

Fonte : Assessoria de Comunicação.

Fernando Bezerra aposta na unidade da oposição

Em entrevista ao Diário ontem, o senador Fernando Bezerra Coelho disse que a oposição iniciará um novo ciclo em 2022 no estado de Pernambuco. Os três nomes colocados no pleito: Miguel Coelho (Petrolina), Anderson Ferreira (Jaboatão), Raquel Lyra (Caruaru), são novatos em disputas eleitorais pelo governo. Da mesma maneira que o nome que venha a ser escolhido pelo PSB. O senador disse ainda que sua candidatura à reeleição só vai acontecer se o nome escolhido para disputar o governo do estado não for o de Miguel Coelho.

Uma coisa é certa e já era quase lógica: Se Miguel for candidato ao governo do estado, FBC não irá disputar à reeleição mas com certeza irá disputar uma vaga na câmara federal. Vale lembrar que dos três nomes que estão sendo lembrados para disputar a vaga de governador, apenas Raquel Lyra disputou a prefeitura em 2016 já pela oposição, tendo inclusive o governador Paulo Câmara ter feito campanha aberta para Tony Gel à época.

Miguel disputou em 2016 pelo PSB e teve o governador Paulo Câmara fazendo campanha. Já em 2020, ele foi oposição. Da mesma maneira, Anderson Ferreira embora não tenha contado com o apoio do PSB em Jaboatão em 2016 disputou pela base do governo. Fernando Bezerra Coelho também acredita que com Lula no páreo, o presidente Jair Bolsonaro vai chegar favorito e com amplas chances de vencer a eleição.

No programa Roda Viva na noite da segunda-feira, FBC citou como exemplo a disputa eleitoral do Recife em 2020 para justificar o favoritismo de Bolsonaro. “Tivemos um segundo turno entre o PT e o PSB e o que falou mais alto foi o antipetismo” disse Fernando. 

Defesa de Bolsonaro - O senador Fernando Bezerra Coelho deu o tom de como deve ser a campanha em 2022 em defesa do presidente Jair Bolsonaro. A aposta é na rejeição ao PT e pensa bem distante do sucesso de uma terceira via.

Lula em Pernambuco - Após passar por Brasília, o ex-presidente Lula (PT) deve cumprir, ainda este mês, agenda em Pernambuco. Entre as lideranças no radar do líder petista, está o governador Paulo Câmara (PSB).  Segundo auxiliares, o dia exato da chegada do ex-presidente não deverá ser divulgado para, nas palavras de Lula, “não causar aglomerações”.

Atividades essenciais - O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) sancionou a lei que regulamenta atividades religiosas no estado enquanto durar a situação de calamidade pública causada pela pandemia de Covid-19. A assinatura foi realizada por videoconferência, durante uma solenidade virtual que contou com a presença de deputados da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Comando - O vice-prefeito de Petrolina, Simão Durando, passará a inspecionar às obras do município e visitar secretaria por secretaria. O anúncio foi feito nas redes sociais do prefeito Miguel Coelho que disse que o trabalho é feito em conjunto. Ou seria um sinal de que logo, logo o prefeito vai estar entregando o comando do município para o vice?

Destaque - O Vereador Marco Aurélio Filho tem conseguido ultrapassar os limites da Casa Jose Mariano. Seu trabalho tem chamado atenção do estado inteiro. Bastante presente nas redes sociais e com posições firmes, muitas vezes na contramão da política tradicional. O comentário é que não demora muito por lá e poderá alçar novos voos logo.

Nota zero - Entre as cidades que as administrações estão deixando muito a desejar nesse início de mandato cito duas: Timbaúba e Ilha de Itamaracá. Marinaldo Rosendo está fazendo um péssimo início de mandato tanto que o seu vice não aguentou e correu. E na Ilha de Itamaracá parece que o prefeito Paulo Batista transportou a sua casa para dentro da prefeitura: os cargos comissionados são ocupados por parentes que mais parece a árvore genealógica do prefeito.

Expectativa em Nabuco - A ansiedade toma conta dos cidadãos de Joaquim Nabuco. De um lado a esperança que o prefeito cassado pelo TRE, Neto Barreto, consiga uma liminar para recorrer ao TSE no cargo. De outro, a expectativa de que ainda hoje o vereador Charles assuma o comando do executivo. 

Live - Hoje teremos mais uma Live do nosso Blog, desta vez com a presença do prefeito Thiago de Miel que vai conversar conosco sobre os primeiros cem dias do seu mandato. Você pode acompanhar a live via instagram: @blogdosilvinho_oficial.

Silvinho Silva, editor do Blog
Whatsapp: (81) 98281 4782
Email: silvinhosilva2018@gmail.com
Instagram: @blogdosilvinho_oficial

Fonte: Blog do Silvinho.

Fernandha Batista e George Duarte assinam hoje ordem de serviço para a requalificação da PE-550

 

O dia 11 de maio entra, sem dúvida, para a história de Santa Maria da Boa Vista. Após mais de 15 anos de espera, finalmente a ordem de serviço para requalificação da PE-550 será assinada. O ato ocorrerá na escola Pau Brasil, no Fulgêncio, às 16:00, e marcará também a instalação do canteiro de obras. Além do prefeito George Duarte e da secretária estadual de Infraestrutura, Fernandha Batista, também é presença confirmada a deputada estadual Roberta Arraes.

“Após muito diálogo com o Governo do Estado, finalmente essa obra sairá do papel. Agradeço ao Governador Paulo Câmara e a secretária Fernandha Batista pelas parcerias que firmamos nos últimos meses, com o objetivo de fazer esse sonho, de fato, virar realidade”, afirmou o prefeito George Duarte.

A PE-550 liga Caraíbas a Urimamã, passando pelo Projeto Fulgêncio. A sua requalificação é um pleito antigo dos boavistanos e a previsão é que, ainda em 2021, tudo esteja pronto.

Fonte : FalaPE.

Humberto mira negociação de Wajngarten sobre vacinas

 

Entrando na segunda semana de auscultas, a CPI da Covid ouve, amanhã, o ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten. Há uma bolsa de apostas em torno dessa arguição em função da entrevista recente de Wajngarten à Revista Veja na qual ele atribuiu à "incompetência" e "ineficiência" do Ministério da Saúde o fato de o Brasil não ter comprado logo as vacinas da Pfizer. Representante de Pernambuco na CPI da Covid, o senador Humberto Costa tem de cor o roteiro que deve nortear a oitiva. E, além da incompetência do Ministério da Saúde, apontada pelo ex-secretário de Comunicação, o petista sublinha que ele vai precisar esclarecer "a negociação que andou fazendo no governo sobre a compra de vacinas, uma vez que isso não era uma competência de sua pasta".

Humberto emenda: "O Ministério da Saúde tem larga experiência para aquisição de vacinas em nível internacional. Vamos cobrar isso!". Na entrevista à Veja, o publicitário declarou que insinuações de que ele teria interesses pessoais na aquisição do imunizante partiram do marqueteiro do general Eduardo Pazuello, Markinho Show. Na CPI, adianta Humberto à coluna, ele vai precisar explicar por que não fez campanha de comunicação com medidas preventivas e ainda se andou financiando site de divulgação de notícias falsas, especialmente sobre vacina. Ainda que Wajngarten tenha procurado blindar o presidente Jair Bolsonaro na entrevista, as declarações dele têm potencial para fragilizar o governo. Humberto sublinha que o ex-secretário de Comunicação falou com o presidente, que o autorizou a fazer negociação com a Pfizer, conforme a entrevista à Veja. A semana na CPI promete ser concentrada na questão da vacina.

Jogando contra
Após Pernambuco receber a classificação na Capacidade de Pagamento (Capag) nível B, concedida pelo Tesouro Nacional, o que equivale à possibilidade de o governo contrair empréstimos de até R$ 2,4 bilhões, nos bastidores da gestão Paulo Câmara, há quem acenda o sinal de alerta para o risco de o Governo Federal jogar contra. Nas hostes socialistas, há quem lembre que movimento do tipo foi feito na gestão do ex-presidente Michel Temer. 

Sinal amarelo > Agora, o alerta, sobre a Capag nível B, está aceso em relação ao líder do governo, Fernando Bezerra Coelho. "A turma de Temer atrapalhou e a turma de Bolsonaro pode querer atrapalhar", assinala uma fonte governista à coluna.

Vínculo > O encontro recente do deputado estadual Tony Gel com o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, ainda rende nos bastidores. Nas coxias da Alepe, há governista realçando que o ex-prefeito de Caruaru contou, para se eleger, com gesto do PSB, que teria cedido a ele espólio de Nilton Mota. Dizem aliados que as referidas bases eram disputadas por deputados socialistas.

Balança > Miguel Coelho, embora integre o mesmo MDB de Tony Gel, é de Oposição ao Palácio das Princesas. Pessoas próximas a Tony Gel avaliam que, visando à disputa proporcional, o deputado precisa compor com os Coelho. Ainda que isso acenda sinal amarelo no PSB, o que se diz também é que Tony é leal defensor do governo, do qual é vice-líder, na Alepe.

Respingo > Nas Oposições, outro movimento de Miguel Coelho ainda repercute: a visita que ele fez ao deputado federal Wolney Queiroz, em Caruaru. Integrantes desse campo dizem que o movimento foi indelicado com Raquel Lyra, adversária do pedetista, mas aliada de Miguel. 

Fonte :Folha de PE.